Sufjan Stevens – Mystery of love

Oh, to see without my eyes the first time that you kissed me, boundless by the time I cried. I built your walls around me. White noise, what an awful sound fumbling by Rogue River. Feel my feet above the ground. Hand of God, deliver me.
Oh, ver sem meus olhos a primeira vez em que me beijaste, irrestrito pelo tempo eu chorei. Construí teus muros ao meu redor. Ruído branco, que som feio desajeitado pelo Rio Velhaco. Sente meus pés acima do solo. Mão de Deus, entrega-me.

Oh, woah woe is me, the first time that you touched me. Oh, will wonders ever cease? Blessed be the mystery of love.
Oh, uau o infortúnio sou eu, a primeira vez em que me tocaste. Oh, acabar-se-ão algum dia as maravilhas? Bendito seja o mistério do amor.

Lord, I no longer believe, drowned in living waters, cursed by the love that I received from my brother’s daughter. Like Hephaestion, who died Alexander’s lover. Now my riverbed has dried, shall I find no other?
Senhor, não mais o creio, afogado em águas viventes, amaldiçoado pelo amor que recebi da filha de meu irmão. Como Hefaísto, que morreu amante de Alexandre. Agora o leito do meu rio secou, não mais outro encontrarei?

Oh, woah woe is me, I’m running like a plover, now I’m prone to misery, the birthmark on your shoulder reminds me.
Oh, uau o infortúnio sou eu, corro como uma tarambola, agora tendo à angústia, a marca de nascença em teu ombro mo lembra.

How much sorrow can I take? Blackbird on my shoulder. And what difference does it make when this love is over? Shall I sleep within your bed? River of unhappiness, hold your hands upon my head till I breathe my last breath.
Quanta tristeza posso ter? Pássaro negro no meu ombro. E que diferença faz quando este amor acabar? Deverei eu dormir em tua cama? Rio de infelicidade, segurar as tuas mãos sobre a minha cabeça até que eu respire meu último suspiro.

Oh, woah woe is me, the last time that you touched me.
Oh, uau o infortúnio sou eu, a última vez que me tocaste.

Josef Salvat – Une autre saison

We used to have it all planed, we thought we knew what all looked like, we were looking out on the greatest view.
Costumávamos ter tudo planejado, pensávamos que sabíamos como tudo seria, estávamos olhando pelo melhor lado.

On n’a pas vu les limites, on n’a pas vu qu’on allait trop vite. Nous voilà devant l’inconnu. Et on file à des années lumières de tout ce qui nous retenait hier. Seul dans la nuit, on est seuls dans la nuit. On n’a jamais voulu changer de route, tous les chemins ne nous menaient qu’à des doutes, pas à Rome. Regarde où nous sommes.
Não vimos os limites, não vimos que íamos muito rapidamente. Cá estamos ante o desconhecido. E seguimos a anos luz de tudo o que nos prendia ontem. Sozinho à noite, estamos sós na noite. Jamais quisemos mudar de rota, todos nos caminhos não nos levavam que a mais dúvidas, e não a Roma, vê onde estamos.

C’est une autre saison qui nous faudrait pour de bon pour repartir, mon amour. Le cœur moins lourd. Juste une autre saison, juste une autre bonne raison de changer d’avis et de pot. De laisser l’amour nous prendre au mot.
É uma outra temporada que nos seria necessária para partirmos novamente, meu amor. O coração menos pesado. Apenas outra estação, apenas uma outra boa razão para mudarmos de opinião e molde. De deixar que o amor nos faça seguir como o planejado.

So I’ll be needing you, and I know you’d be needing me too. We’re in this game together, and I believe in you, and I know you believe in me too.
Então eu precisarei de ti, e sei que precisarás de mim também. Estamos juntos neste jogo, e creio em ti, e sei que crês em mim também.

Je me revois dans le rétroviseur, j’entends la voix des jours meilleurs. On a beau faire les morts, foncer tout droit dans le décor, on se perd, on n’y peut rien, on le prend un peu comme ça vient. Fallait-il qu’on s’aime encore.
Vejo-me no retrovisor, escuto a voz de dias melhores. É inútil nos fazermos de mortos, de nos jogarmos de cabeça nas minúcias, perdemo-nos nelas e não podemos fazer mais nada, lidamos com as coisas meio que como elas nos vêm. Seria preciso que nos amássemos novamente.

We’re only at the start.
Estamos apenas no começo. Continue reading “Josef Salvat – Une autre saison”

Sufjan Stevens – Death with dignity

Spirit of my silence, I can hear you, but I’m afraid to be near you, and I don’t know where to begin. Somewhere in the desert there’s a forest, and an acre before us, but I don’t know where to begin.
Espírito do meu silêncio, posso te ouvir, mas temo estar perto de ti, e não sei por onde começar. Nalgum lugar do deserto há uma floresta, e um acre ante a nós, mas não sei por onde começar.

Again I’ve lost my strength completely, be near me, tired old mare with the wind in your hair. Amethyst and flowers on the table, is it real or a fable? Well, I suppose a friend is a friend, and we all know how this will end.
Novamente perdi toda a minha força, fique perto de mim, égua velha cansada com o vento no teu cabelo. Ametista e flores na mesa, isto é realidade ou uma fábula? Bem, suponho que um amigo é um amigo, e todos sabemos como isto acabará.

Chimney swift that finds me, be my keeper; silhouette of the cedar. What is that song you sing for the dead? I see the signal searchlight strike me in the window of my room; well, I got nothing to prove.
Chaminé fugaz que me encontra, seja minha mantenedora; silhueta do cedro. Qual é aquela canção que cantas aos mortos? Vejo sinal da luz de busca me atingir na janela do meu quarto; bem, não tenho nada a provar.

I forgive you, mother, I can hear you, and I long to be near you, but every road leads to an end. Your apparition passes through me in the willows: five red hens, you’ll never see us again.
Perdoo-te, mãe, posso te ouvir, e quero estar perto de ti, mas toda estrada leva a um fim. Tua aparição passa por mim nos salgueiros: cinco galinhas vermelhas, nunca nos verás novamente.

Bag Raiders – Shooting stars

It’s late and I’m awake staring at the wall; open up my window, head falls out the door. No one else around, and a shimmer takes my eye, I lift my head blinded by the sky.
É tarde e eu estou acordado olhando para a parede; abro a janela, a cabeça cai fora da porta. Ninguém mais arredor, e um brilho me chama à atenção, ergo a cabeça cegado pelo céu.

Feel my weight in front, following the sound, moves away so fast, falling to the ground. I know what is more to come, jump back to my feet; now I only see ahead of me, chasing down the street.
Sinto meu peso em frente, seguindo o som, move-se tão rapidamente, caindo ao chão. Eu sei que há mais por vir, pulo de volta em posição; agora só vejo em frente de mim, perseguindo a rua.

Give my love to a shooting star, but she moves so fast that I can’t keep up, I’m chasing. I’m in love with a shooting star, but she moves so fast; when she falls, then I’ll be waiting.
Dou meu amor a uma estrela cadente, mas ela se move tão rapidamente que não a consigo acompanhar, estou perseguindo-a. Estou apaixonado por uma estrela cadente, mas ela se move tão rapidamente; quando ela cair, então a estarei esperando.

Nelly Furtado – Try

All I know is everything is not as it’s sold, but the more I grow, the less I know; and I have lived so many lives, though I’m not old; and the more I see, the less I grow. The fewer the seeds, the more I sow.
Tudo o que sei é que nem tudo é o que parece, mas quanto mais eu cresço, menos eu sei; e eu vivi tantas vidas, apesar de não ser velha; e quanto mais eu vejo, menos eu cresço. Quanto menos sementes, mais eu semeio.

Then I see you standing there, wanting more from me; and all I can do is try.
Então eu te vejo aí parado, querendo mais de mim; e tudo o que posso fazer é tentar.

I wish I hadn’t seen all of the realness; and all the real people, are really not real at all. The more I learn, the more I learn; the more I cry, the more I cry, as I say goodbye to the way of life I thought I had designed for me.
Quisera não ter visto toda a realidade; e as pessoas reais não são realmente reais. Quanto mais eu aprendo, mais eu aprendo; quanto mais eu choro, mais eu choro, enquanto eu digo adeus ao modo de vida que achei que tinha definido para mim.

All of the moments that already past, try to go back and make them last; all of the things we want each other to be, we never will be, we never will be as wonderful. That’s life.
Todos os momentos que já passaram, tentar voltar atrás e fazê-los durar; todas as coisas que queremos que sejamos, nunca seremos, nós nunca seremos tão maravilhosos quanto elas. Assim é a vida.

That’s you baby, this is me baby. We are free in our love. Try.
Esse é tu querido, esta sou eu querido. Somos livres em nosso amor. Tenta.

Dido – Hunter

With one light on in one room, I know you’re up when I get home; with one small step up on the stair, I know your look when I get there.
Com uma luz ligada em um cômodo, eu sei que estás acordado quando chego em casa; com um pequeno passo nas escadas, eu conheço o teu olhar quando eu chegar lá.

If you were a king up there on your throne, would you be wise enough to let me go? For this queen you think you own, wants to be a hunter again. I want to see the world alone again, to take a chance on life again. So let me go.
Se fosses um rei no teu trono, serias sábio o suficiente para me deixares partir? Pois esta rainha que pensas que possuis, quer ser uma caçadora novamente. Eu quero ver o mundo sozinha mais uma vez, dar uma chance à vida mais uma vez. Então deixa-me ir.

The unread book and painful look; the TV’s on, the sound is down. One long pause, then you begin: -Oh look what the cat’s brought in.
O livro não lido e olhar doloroso; a TV está ligada, o som está baixo. Uma longa pausa, então começas: -Oh, vê o que o gato trouxe.

Let me leave! For the crown you’ve placed up on my head feels too heavy now; and I don’t know what to say to you, but I’ll smile anyhow. And all the time I’m thinking, thinking…
Deixa-me partir! Pois a coroa que colocaste em minha cabeça parece pesada demais agora; e eu não sei o que te dizer, mas vou sorrir de qualquer forma. E todo o tempo eu só penso, penso…

I want to be a hunter again, so let me go, let me live, let me go.
Quero ser uma caçadora novamente, então deixa-me ir, deixa-me viver, deixa-me ir.

Dido – Take my hand

Touch my skin, and tell me what you’re thinking. Take my hand and show me where we’re going. Lie down next to me, look into my eyes and tell me, oh, tell me what you’re seeing.
Toca a minha pele, e me diz o que estás pensando. Toma a minha mão e me mostra aonde estamos indo. Deita perto de mim, olha nos meus olhos e me diz, oh, diz-me o que vês.

So sit on top of the world and tell me how you’re feeling, what you feel is what I feel for you. Take my hand and, if I’m lying to you, I’ll always be alone, if I’m lying to you.
Então senta no topo do mundo e me diz o que estás sentindo, o que sentes é o que sinto por ti. Toma a minha mão e, se eu estiver mentindo para ti, eu ficarei para sempre só. Se eu estiver mentindo para ti.

See my eyes, they carry your reflection; watch my lips and hear the words I’m telling you; give your trust to me and look into my heart, and show me, show me what you’re doing.
Olha meus olhos, eles carregam o teu reflexo; vê meus lábios e ouve as palavras que te digo; dá-me a tua confiança e olha dentro do meu coração, e me diz, diz-me o que fazes.

Take your time and, if I’m lying to you, I know you’ll find that you believe me. Feel the sun on your face and tell me what you’re thinking. Catch the snow on your tongue and show me how it tastes. Take your time.
Toma teu tempo e, se eu estiver mentindo para ti, eu seu que vais descobrir que crês em mim. Sente o sol no teu rosto e me diz o que pensas. Pega a neve com a tua língua e me mostra seu gosto. Toma teu tempo.

Alanis Morissette – You oughta know

I want you to know that I’m happy for you, I wish nothing but the best for you both.
Quero que saibas que estou feliz por ti, desejo-vos nada além do melhor.

An older version of me, is she perverted like me? Would she go down on you in a theater? Does she speak eloquently? And would she have your baby? I’m sure she’d make a really excellent mother.
Uma versão mais velha de mim, ela é pervertida como eu? Ela te chuparia num cinema? Ela fala eloquentemente? E ela teria um bebê teu? Eu tenho certeza de que ela seria uma mãe excelente.

‘Cause the love that you gave, that we made, wasn’t able to make it enough for you to be open wide, no. And every time you speak her name, does she know how you told me you’d hold me until you died? ‘Til you died? But you’re still alive.
Porque o amor que me deste, o que fizemos, não bastou para que te abrisses comigo, não. E cada vez que dizes seu nome, ela sabe que me disseste que me terias nos braços até que morresses? Até que morresses? Mas ainda estás vivo.

And I’m here to remind you of the mess you left when you went away. It’s not fair to deny me of the cross I bear that you gave to me. You, you oughta know.
E estou aqui para te lembrar da bagunça que deixaste quando foste embora. Não é justo me negares a cruz que me deste e fizeste carregar. Tu, tu o deves saber.

You seem very well, things look peaceful; I’m not quite as well, I thought you should know.
Pareces muito bem, as coisas parecem pacíficas; eu não estou tão bem assim, eu achei que deverias saber.

Did you forget about me, Mr. Duplicity? I hate to bug you in the middle of dinner, but it was a slap in the face how quickly I was replaced, and are you thinking of me when you fuck her?
Esqueceste-te de mim, sr. Duplicidade? Eu odeio te incomodar no meio do jantar, mas foi um tapa na cara a rapidez com que fui substituída, e pensas em mim enquanto a fodes?

‘Cause the joke that you laid in the bed, that was me, and I’m not going to fade as soon as you close your eyes, and you know it. And every time I scratch my nails down someone else’s back, I hope you feel it. Well, can you feel it?
Porque a piada que levaste para a cama, aquela era eu, e eu não vou sumir tão rapidamente quanto fechas teus olhos, e o sabes. E cada vez que eu arranhar as costas de algum outro com minhas unhas, espero que o sintas. Bem, podes senti-lo?

Inkubus Sukkubus – Wytches

Come join with us in our rune tonight, and feel the circle spin. Let your spirit soar in the lunar light as the Spiral Dance begins. Come with us speeding through the night, as fast as any bird in flight, silhouettes against the Mother Moon, we will be there. When the spinning ceases, you can dance no more, kiss the silent earth. We will tell our children of the Ancient Lore at the moment of their birth.
Vem juntar-te à nossa canção esta noite, e sente o círculo girar. Deixa o teu espirito ascender no luar conforme a Dança Espiral começa. Vem acelerar conosco pela noite, tão rapidamente quanto um pássaro em voo, silhuetas contra a Mãe Lua, logo lá estaremos. Quando os giros cessam, não mais podes danças, beija a terra silenciosa. Às crianças contaremos sobre os Saberes Anciãos desde seu nascimento.

Isis, Astarte, Diana, Hecate, Demeter, Kali, Inanna.
Ísis, Astarte, Diana, Hécate, Deméter, Cali, Inanna.

Darksome night and shining moon, East, then South, then West, then North; hearken to the Witches’ Rune. Here we come to call ye forth! Earth and water, air and fire, wand and pentacle and sword, work ye unto our desire, hearken ye unto our word! Cords and censer, scourge and knife, powers of the witch’s blade. Waken all ye into life, come ye as the charm is made! Queen of heaven, Queen of hell, horned hunter of the night, lend your power unto the spell.
Noite sombria e lua brilhante, leste, e então sul, então oeste, e então norte; ouvi vós a Canção das Bruxas. Aqui vimos para vos invocar. Terra e água, ar e fogo, varinha e pentáculo e espada, trabalhai sob nosso desejo, ouvi sob nossas palavras! Cordas e incensário, flagelo e faca, poderes da lâmina da bruxa. Despertai à vida, vinde enquanto o encanto se faz! Rainha do paraíso, Rainha do inferno, caçador cornudo da noite, emprestai vosso poder ao nosso feitiço.