Línguas?

Como qualquer pessoa que gosta de idiomas, gosto de me aventurar em vários, o que não significa que seja igualmente capaz de me exprimir em todos. Geralmente, em ordem de proficiência, indico conhecer português, inglês, francês, espanhol e mandarim. Porém é subjetivo mesurar conhecimentos linguísticos.

Falo português porque nasci e cresci no Brasil; não gostava de estudá-lo na escola, mas meu pai sempre me corrigia, e eu também gostava de ler e aprender palavras novas, hoje em dia gosto de manipular como falo a língua; tento tratá-la como se fosse uma língua estrangeira; sendo o português a minha língua principal, obviamente o adapto de acordo com quem falo, não serei pernóstico utilizando um registro incompreensível com quem me ouve.

Falo inglês porque é a língua estrangeira cujo contato tenho desde criança, comecei a estudá-lo na escola aos 8 anos; com o tempo fui aprendendo-o sem muito compromisso, eu tentava entender o que lia e ouvia em canções; eventualmente tive que tentar domar os vícios de linguagem que adquiri por tê-lo aprendido organicamente. Como todos os não-nativos, sofro com preposições e me sinto inseguro ao me expressar, mesmo após tanto tempo em contata com o idioma, não que ache que o fale mal. Fiz um IELTS em 2014 e ele disse que tinha um C1.

Falo francês porque comecei a aprendê-lo para ir estudar na França, melhorei-o em minha estada lá; no começo foi difícil porque eu não tinha muita motivação, todavia após me acostumar-me com a sonoridade, foi como se todo um mundo se houvesse aberto para mim. Ao chegar lá eu o falava pouco, porém meus ouvidos se acostumaram e, um ano tendo que viver em francês, fez com que eu progredisse. Em 2015 fiz um TCF-DAP; ele disse que eu tinha um C2, porém o teste foi muito incompleto, ele se baseava sobretudo na compreensão escrita e auditiva, não na produção da língua. Creio que meu nível real em 2015 era quase um B2. Hoje creio que talvez tenha um C1.

Meu castelhano começou a se desenvolver como o meu inglês, passivamente. Em 2005 eu comecei a ser exposto à língua pelas canções que ouvia, consequentemente minha compreensão auditiva foi o que se desenvolveu. Como qualquer falante nativo de português, espanhol escrito nunca foi um mistério para mim. Comecei a produzir a língua somente quando viajei à Espanha pela primeira vez, em 2013. Após um mês eu ainda falava com uma forte influência do português; melhorei no mês seguinte na França, pois na época eu não falava francês e minha colega apenas se comunicava comigo em espanhol; continuei a melhorá-lo na China, lá eu trabalhava com três venezuelanas e uma espanhola, então permaneci exposto à língua. Atualmente não sinto que o fale bem, estou cônscio de que, por falta de prática, ele é enormemente aportuguesado, todavia em meu teste de posicionamento do CLT, tenho um C1.

Mandarim sempre foi um lazer para mim, comecei a estudá-lo em 2008 junto com meus estudos universitários. Eu era obcecado pela China e seu sistema de escrita. Chinês em si não é difícil em termos gramaticais, a pronúncia é um desafio inicial, os caracteres se tornam mais fastidiosos que difíceis. O problema é reter vocabulário, sendo a única língua não européia que estudei, eu não tinha uma base para me ajudar a retê-la, consequentemente eu sempre esquecia o que aprendia. Ao longo do tempo acabei resignando-me dela. Não que mandarim seja impossível, mas perdeu seu encanto para mim. Agora tento manter o que sei, porém não sinto mais um frisson para desenvolvê-lo. Estimo que no meu pico em 2012 eu tinha um B2; segundo o CLT, meu nível atual é um B1.

Fiz curso de neerlandês para iniciantes no primeiro semestre de 2018, não sei se algum dia realmente aprenderei a língua, por agora tenho um A1, ou seja, não sei lhufas.


Já tentei também começar a aprender árabe e japonês, mas não tive muita gana de os continuar. Flertei um pouco com catalão; acho finlandês uma língua linda. Pelo momento eu tento aprender italiano.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s